Então um homem chamado Jairo, dirigente da sinagoga, veio e prostrou-se aos pés de Jesus, implorando-lhe que fosse à sua casa porque sua única filha, de cerca de doze anos, estava à morte. Estando Jesus a caminho, a multidão o comprimia. E estava ali certa mulher que havia doze anos vinha sofrendo de uma hemorragia e gastara tudo o que tinha com os médicos; mas ninguém pudera curá-la. Ela chegou por trás dele, tocou na borda de seu manto, e imediatamente cessou sua hemorragia. “Quem tocou em mim? “, perguntou Jesus. Como todos negassem, Pedro disse: “Mestre, a multidão se aglomera e te comprime”. Mas Jesus disse: “Alguém tocou em mim; eu sei que de mim saiu poder”.

Então a mulher, vendo que não conseguiria passar despercebida, veio tremendo e prostrou-se aos seus pés. Na presença de todo o povo contou por que tinha tocado nele e como fora instantaneamente curada. Então ele lhe disse: “Filha, a sua fé a curou! Vá em paz”. Enquanto Jesus ainda estava falando, chegou alguém da casa de Jairo, o dirigente da sinagoga, e disse: “Sua filha morreu. Não incomode mais o Mestre”. Ouvindo isso, Jesus disse a Jairo: “Não tenha medo; tão-somente creia, e ela será curada”. Quando chegou à casa de Jairo, não deixou ninguém entrar com ele, exceto Pedro, João, Tiago e o pai e a mãe da criança. Enquanto isso, todo o povo estava se lamentando e chorando por ela. “Não chorem”, disse Jesus. “Ela não está morta, mas dorme”. Todos começaram a rir dele, pois sabiam que ela estava morta. Mas ele a tomou pela mão e disse: “Menina, levante-se! “O espírito dela voltou, e ela se levantou imediatamente. Então Jesus lhes ordenou que lhe dessem de comer. Os pais dela ficaram maravilhados, mas ele lhes ordenou que não contassem a ninguém o que tinha acontecido.

Lucas 8:41-56

 Caminhando pelos valores de Cristo, podemos observar algumas prioridades estabelecidas por Ele. O ensino, as escrituras, o amor… todos esses valores foram colocados como prioridade diante das coisas deste mundo. Isso, para Jesus, era inegociável.

 Mesmo sendo incompreendido por muitas pessoas, despertando descrença e revolta em alguns públicos, Jesus ainda escolhia ser fiel à sabedoria recebida de seu Pai e continuar valorizando e priorizando pessoas que eram rejeitadas pela sociedade da época. Jesus priorizava os perdidos e feridos. Jesus priorizava as pessoas.

 Certa vez, enquanto estava cercado por uma multidão, Jesus foi interceptado por um pai e uma mulher. O pai, aflito, apresentava a Cristo a causa de sua filha que estava à morte e a mulher, enferma de um intenso e contínuo fluxo de sangue, rompia o aglomerado de pessoas tentando se aproximar d’Ele. Neste momento Jesus precisou estabelecer prioridades.

 Ao tocar o manto de Jesus, aquela mulher obteve virtude, sendo imediatamente curada e, mesmo sem saber, ela foi a prioridade de Jesus. Ele definiu em sua mente a ordem em que atenderia aqueles dois casos: primeiro a mulher, depois o pai. A escolha de Jesus para enfrentar esse caso foi isenta de privilegiar aquele homem que ocupava o cargo de presidente da sinagoga, embora muitos pudessem fazer o contrário, uma vez que a mulher do fluxo de sangue não era ninguém relevante para eles.

 Jesus não podia estar em dois lugares ao mesmo tempo, então demonstrou o seu valor àqueles que o tocam com fé. Seu valor aos perdidos e feridos também demonstrava seu amor e compaixão por cada um deles. Jesus sabe quando alguém com fé o toca.

Confesse o mesmo valor que Cristo deu às pessoas prioritárias. Jesus não fazia acepção de pessoas, mas sabia valorizar como ninguém todos aqueles que o buscavam. Toque o Senhor com fé, confesse o mesmo valor que Cristo confessou aos excluídos e feridos, e torne-se canal para que mais pessoas conheçam esse maravilhoso amor.

Encontro Com a Palavra é um estudo escrito pelo Dr. Dick Woodward e narrado na voz do Pastor Edson Bruno.

Ouça o áudio completo desta lição.

      Quem me tocou? | Valores de Cristo Ep. 32

Você pode iniciar o curso deste tema clicando no botão abaixo

Para se inscrever no cursos de forma gratuita, acesse o link www.encontrocomapalavra.net

Estudos do ECAP – Encontro com a palavra