“Vocês são o sal da terra. Mas se o sal perder o seu sabor, como restaurá-lo? Não servirá para nada, exceto para ser jogado fora e pisado pelos homens. “Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte. E, também, ninguém acende uma candeia e a coloca debaixo de uma vasilha. Pelo contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a todos os que estão na casa. Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus”. “Não pensem que vim abolir a Lei ou os Profetas; não vim abolir, mas cumprir. Digo-lhes a verdade: Enquanto existirem céus e terra, de forma alguma desaparecerá da Lei a menor letra ou o menor traço, até que tudo se cumpra. Todo aquele que desobedecer a um desses mandamentos, ainda que dos menores, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será chamado menor no Reino dos céus; mas todo aquele que praticar e ensinar estes mandamentos será chamado grande no Reino dos céus. Pois eu lhes digo que se a justiça de vocês não for muito superior à dos fariseus e mestres da lei, de modo nenhum entrarão no Reino dos céus”. Mateus 5:13-20

A lei de Deus e as atitudes dos homens nem sempre são como deveria ser. Tudo sobre o ensino de Jesus, é sobre VERDADE. Cada uma de Suas palavras não permaneciam no âmbito das “promessas” mas eram aplicadas por Ele e devem ser aplicadas por cada um de seus ouvintes, porque aprender trata-se de ouvir e praticar. Mas isso não acontecia com os fariseus. Apesar de serem considerados mestres da lei, eles não se importavam com a hipocrisia de suas ações ou tampouco acreditavam nas palavras de Jesus. A justiça que praticavam era externa, terrena, visando a honra e reconhecimento presentes em sua época. Isso ia totalmente contra ao sistema de valores de Jesus. As esmolas eram dadas em praça pública, as orações eram gritadas aos quatro ventos, tudo em busca de serem considerados santos, exemplos a serem seguidos em disciplina e cumprimento da lei. Viviam pela aplicação da letra, ignorando o Espírito da lei, o qual Jesus apresentava.

 É por isso que, no discurso do sermão do monte, Jesus ensina como seus discípulos devem ser, mas também ensina o que devem fazer. Ser luz do mundo e sal da terra, significa nunca abandonar este posto. Não podemos nos esconder ou perder o sabor. Aquilo que nos fez ser quem somos, não pode ser negociado, esquecido ou abandonado. Seja luz do mundo e sal da terra. Busque a justiça que vem do Senhor e as recompensas eternas. Não negligencie aquilo que está dentro de você e seja resposta para aqueles que Deus colocar em seu caminho.

Encontro Com a Palavra é um estudo escrito pelo Dr. Dick Woodward e narrado na voz do Pastor Edson Bruno.

Ouça o áudio da Lição 11 do Sermão do Monte.

      A lei de Deus e as Atitudes dos homens | Sermão do Monte Ep. 11

Você pode iniciar o curso deste tema clicando no botão abaixo

Para se inscrever no cursos de forma gratuita, acesse o link www.encontrocomapalavra.net

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é ecap-banner-1024x333.jpeg
Estudos do ECAP – Encontro com a palavra